segunda-feira, 1 de março de 2010

Jorge Vercilo - Fenix

Só apareci mesmo pra postar algo espetacular...Pra quem realmente tem ouvidos educados, não pode deixar de conferir esse clássico do Jorge Vercilo, que canta com coração..É doce, sincero e sentimental....


Fenix

Eu!
Prisioneiro meu
Descobri no brêu
Uma constelação...

Céus!
Conheci os céus
Pelos olhos seus
Véu de contemplação...

Deus!
Condenado eu fui
A forjar o amor
No aço do rancor
E a transpor as leis
Mesquinhas dos mortais...

Vou!
Entre a redenção
E o esplendor
De por você viver...

Sim!
Quis sair de mim
Esquecer quem sou
E respirar por ti
E assim transpor as leis
Mesquinhas dos mortais...

Agoniza virgem Fênix
O amor!
Entre cinzas arco-íris
Esplendor!
Por viver às juras
De satisfazer o ego mortal...

Coisa pequenina
Centelha divina
Renasceu das cinzas
Onde foi ruína
Pássaro ferido
Hoje é paraíso...

Luz da minha vida
Pedra de alquimia
Tudo o que eu queria
Renascer das cinzas...

E eu!
Quando o frio vem
Nos aquecer o coração
Quando a noite faz nascer
A luz da escuridão
E a dor revela a mais
Esplêndida emoção...

O amor!
Quando o frio vem
Nos aquecer o coração
Quando a noite faz nascer
A luz da escuridão
E a dor revela a mais
Esplêndida emoção...

Quando o frio vem
Nos aquecer o coração
Quando a noite faz nascer
A luz da escuridão
E a dor revela a mais
Esplêndida emoção
O amor!...(2x)

domingo, 28 de fevereiro de 2010

Ciclos da Vida.

Bom, vamos lá...novamente tentar de uma maneira simples, mas objetiva explicar mudanças que acontecem com tempo, que chamo de ciclos da vida. Certo dia você depois de muito tempo criança, aprende que chegou o momento em que você deve mudar suas atitudes, que está "grandinho" pra fazer certas coisas. Se caso você não aprender, alguém vai ensinar e explicar que depois de uma certa idade, automaticamente, deixamos realmente de fazer certas coisas....Tipo chupar chupeta, tomar leite na mamadeira e tals rss. Quem nunca fez isso hehehehe...Quando estamos no período escolar, que julgo ser um dos momentos mais importantes de nossa vida (aproveitei pouco, confesso)....seguimos uma linha mais pré adolescente, temos brincadeiras que depois olhamos pra traz e dizemos; hahaha eu já falei, e fiz isso....correr nos corredores, dar aquele gritinho quando tem alguma briga, e o pior de todos, aquela vaia hahahahaha, errou a gente vaiava mesmo...rss...Quando nos tornamos adolescentes de verdade, estamos no periodo em que experimentamos aquela cerveja, outros pinga, outros vinho e claro existem aqueles que fumam e usam outras coisas que nem é preciso citar aqui...Também o período de azaração, quem nunca teve aquela paquerinha da escola, que seja da sua própria sala ou não, mas todos tivemos aquela paquera da escola. E posso afirmar com certeza, é muito difícil quem nunca pegou uma companheira de sala, gente isso é clássico...Ainda mais quando a escola promovia aquelas festas, era o canal pra quem estava afim, era fazer contato e no dia D, tchau, abraço...Quando estamos chegando no fim do colegial, tentamos fortalecer os laços, quem nem sempre realmente ficam sólidos, mas existem casos a parte. No fim, nos abraçamos, dizemos o quanto foi gostoso, aí passa aquele filme na cabeça tipo, não vou mais entrar aqui novamente, vem aquele nó na garganta, pois durante o longo período o desejo era terminar logo, mas depois de tudo, percebemos o quanto aquilo é importante pra gente, mas como tudo na vida passa, até uva passa ( hahahaha eu tinha fazer essa piada, tá eu sei, sem graça hahahaha) temos que seguir em frente, enfrentar os novos desafios que nos aguarda....Depois disso, alguns vão pra universidade, faculdade...outros decidem descansar, outros vão trabalhar, e assim cada um segue seu rumo, perdemos contato com alguns, mas outros sempre estão presentes em nossa vida, e tem algo que realmente é impossível, esquecer isso....Depois de tudo, nos tornamos adultos. Percebemos que quando o professor, falava, falava, ele tinha razão, não é nada fácil. Pra andar com as próprias pernas, é necessário determinação, objetividade, responsabilidade e outras coisas mais....Aprendemos que regras existem, e que nem tudo é do jeito que queremos. Em certos momentos vamos ouvir muitas coisas que iram nos desmotivar, mas quando na realidade serve de combustível pra lutarmos ainda mais pelo nosso objetivo. Por mais que não fomos, nos tornaremos seletivos, aprenderemos que escolher o melhor é crucial, e muitas vezes determina uma vitória, ou derrota....Nota que fazer uma escolha não é nada simples, não como decidir se vai a uma festa ou não, a questão é bem mais complicada. Mas que mesmo diante de nossa indecisão temos que decidir, independentemente se vamos mudar algo que levamos tempo pra construir.....Sente que ficar sozinho é bom, gostoso, mas ter uma companhia, alguém que pode confiar, que está ao teu lado, que lhe da apoio, e sempre pode contar, é importantíssimo....E outras coisas mais que viram, e ainda nem temos noção...

Assim é viver, sem se importar com o amanhã, simplesmente viver hoje, pois amanhã nunca se sabe. Então faça o que tem que ser feito.



Bom, é isso.





P.S: Com tempo, as coisas mudam.



P.S 2: Vivendo umas das fases mas interessantes de mi vida.



P.S 3: Eu adoro essa música.....





Cássia Eller - Por Enquanto.



Mudaram as estações, nada mudou

Mas eu sei que alguma coisa aconteceu

Está tudo assim tão diferente...
Se lembra quando a gente chegou um dia a acreditar


Que tudo era pra sempre, sem saber, que o pra sempre

Sempre acaba...
Mas nada vai conseguir mudar o que ficou


Quando penso em alguém só penso em você

E aí, então, estamos bem...
Mesmo com tantos motivos pra deixar tudo como está


Nem desistir, nem tentar agora tanto faz

Estamos indo de volta pra casa...
Mesmo com tantos motivos pra deixar tudo como está


Nem desistir, nem tentar agora tanto faz

Estamos indo de volta pra casa...

Laerte-se

Há muito já havia visto a divulgação do documentário da Laerte. Num primeiro instante não me chamou muito atenção por compreender o conte...