sábado, 3 de julho de 2010

The Power Of Music

Quero a partir de hoje dedicar minhas postagens ao fim da minha vida. Você deve imaginar; fim? Isso mesmo, pois a cada dia que passa, é menos um dia da nossa vida. Estranho pensar nisso, não é? Mais devemos, devemos avaliar cada dia quando no seu final, o que fizemos de certo, errado, onde melhorar, onde não exagerar. Já disse certa vez aqui, a música, é única e capaz de compreender tudo. Cada momento, cada sentimento que existe em nós, seja ela do gênero que for. Dias atrás buscando algumas musicas, ouvindo aleatoriamente, uma chamou muito minha atenção. Ela me causou algo inexplicável, senti meu corpo falar, uma daquelas sensações gostosas de sentir. Fechei os olhos, apaguei a luz e fiquei ali sozinho ouvindo. Naquele momento milhares de pensamentos vieram, meus amigos, minha família e as milhares de coisas que gosto de fazer, e outras que deixei e deixo de fazer por algum acaso. Senti com a música a importância de tantas coisas, algumas delas que não dou à mínima. Aproveitei pra reavaliar, por os pensamentos em ordem. Realmente existe muita coisa errada, só que dentro de mim. Deixo de fazer muito por mim, pelos outros. Vivo para os outros e acabo esquecendo-me, não me valorizo, acredito que as outras pessoas tem muito mais valor, mesmo eu estando triste, chateado, eu não me preocupo, pois quero satisfazer a felicidade das pessoas ao meu redor. Percebi que sou aquilo que as pessoas querem que eu seja, e não o que sou de verdade. Ouvi uma amiga dizer um dia, olhe pra você, veja bem quem é você, se encontre. Ela realmente estava completamente correta, me perdi dentro do meu próprio eu, meio confuso isso, difícil de explicar. Pra ser sincero, eu vivo mais fora do que dentro, é + ou – isso, digo fora de mim, das minhas ideias, pensamentos, ideais. Deixo-me levar pelos sonhos dos outros, deixando os meus para traz. Recebi um e-mail de um amigo, ele disse algo importante; Você está se esquecendo de quem são seus amigos verdadeiros. Bem simples e claro, fiquei pensando nisso, e cheguei à conclusão que ele está correto na colocação. Eles estão aqui do meu lado e às vezes eu fico distante até mesmo por motivos pessoas, daqueles que a gente deseja resolver sozinho, mas eles estão ali esperando pra ajudar, fortalecer e quando realmente podemos ir lá desabafar um pouco, nada fazemos. Voltando ao assunto da música para não perder o raciocínio, me vi no meu mundo. Pessoas juntas, felizes, sorrindo, se abraçando por um único motivo, a sensação da felicidade de estar vivo. Percebi que só eu me importo com reencontro, só eu me importo com um simples oi, tudo bem, como você vai, e muitas outras coisas. Na real, o erro está quando eu valorizo as pessoas erradas. Essa música me fez pensar nisso tudo em apenas 5 minutos e meio.

Bom, é isso.


Carta de Demissão

VENHO, POR MEIO DESTA, APRESENTAR OFICIALMENTE MEU PEDIDO DE DEMISSÃO DA CATEGORIA DOS ADULTOS. RESOLVI QUE QUERO VOLTAR A TER AS RESPONSABILIDADES E AS IDÉIAS DE UMA CRIANÇA DE OITO ANOS, NO MÁXIMO. QUERO ACREDITAR QUE O MUNDO É JUSTO, E QUE TODAS AS PESSOAS SÃO HONESTAS E BOAS. QUERO ACREDITAR QUE TUDO É POSSÍVEL. QUERO QUE AS COMPLEXIDADES DA VIDA PASSEM DESPERCEBIDAS POR MIM, E QUERO FICAR ENCANTADO COM AS PEQUENAS MARAVILHAS DESSE MUNDO. QUERO DE VOLTA UMA VIDA SIMPLES E SEM COMPLICAÇÕES.

ESTOU CANSADO DE DIAS CHEIOS DE COMPUTADORES QUE FALHAM, MONTANHAS DE PAPELADA, NOTÍCIAS DEPRIMENTES, EMAILS COM VÍRUS, CONTAS A PAGAR, FOFOCAS, DOENÇAS E NECESSIDADE DE ATRIBUIR UM VALOR MONETÁRIO A TUDO QUE EXISTE… NÃO QUERO MAIS TER QUE INVENTAR JEITOS PARA O DINHEIRO CHEGAR ATÉ O DIA DO PRÓXIMO PAGAMENTO, NÃO QUERO MAIS FICAR OBRIGADO A DIZER ADEUS AS PESSOAS QUERIDAS, E, COM ELAS, A UMA PARTE DA MINHA VIDA. QUERO TER CERTEZA DE QUE DEUS ESTÁ NO CÉU, E DE QUE, POR ISSO, TUDO ESTÁ PERFEITINHO NESTE MUNDO. QUERO VIAJAR AO REDOR DO MUNDO NO BARQUINHO DE PAPEL QUE VOU NAVEGAR NUM POÇA DEIXADA PELA CHUVA. QUERO JOGAR PEDRINHAS NA ÁGUA E TER TEMPO PARA ACHAR QUE AS MOEDAS DE CHOCOLATE SÃO AS MELHORES DO QUE AS DE VERDADE, PORQUE PODEMOS COME-LAS E FICAR COM A CARA TODA LAMBUZADA. QUERO FICAR FELIZ QUANDO AMADURECE O PRIMEIRO CAJÚ, A PRIMEIRA MANGA, OU QUANDO A JABUTICADEIRA FICA PRETINHA DE FRUTA. QUERO PODER PASSAR AS TARDES DE VERÃO À SOMBRA DE UMA ÁRVORE, CONSTRUINDO CASTELOS NO AR E DIVIDINDO-OS COM MEUS AMIGOS. QUERO VOLTAR A ACHAR QUE CHICLETES E PICOLÉS SÃO AS MELHORES COISAS DA VIDA. QUERO QUE AS MAIORES COMPETIÇÕES EM QUE EU TENHA DE ENTRAR SEJAM UM JOGO DE BOLINHAS DE GUDE OU UMA PELADA…EU QUERO VOLTAR AO TEMPO EM QUE TUDO O QUE EU SABIA ERA O NOME DAS CORES, A TABUADA, AS CANTIGAS DE RODA, A “BATATINHA QUANDO NASCE”, E A “AVE MARIA”, E ISSO NÃO ME INCOMODA NADINHA, PORQUE EU AINDA NÃO TINHA A MENOR IDÉIA DE QUANTAS COISAS EU AINDA NÃO SABIA … EU QUERO ACREDIAR NO PODER DOS SORRISOS, DOS ABRAÇOS, DOS AGRADOS, DAS PALAVRAS GENTIS, DA VERDADE, DA JUSTIÇA, DA PAZ, DOS SONHOS, DA IMAGINAÇÃO, DOS CASTELOS NO AR E AREIA.

POR ISSO TOMEM AQUI AS CHAVES DO CARRO, A LISTA DO SUPERMERCADO, AS RECEITAS DO MÉDICO,O TALÃO DE CHEQUES, O CARTÃO DE CRÉDITO, O CONTRA-CHEQUE, OS CRACHÁS DE IDENTIFICAÇÃO, O PACOTÃO DE CONTAS A PAGAR, A DECLARAÇÃO DE RENDA, A DECLARAÇÃO DE BENS, AS SENHA, DO MEU COMPUTADOR E DAS CONTAS DO BANCO E RESOLVAM AS COISAS DO JEITO QUE QUISER !!! A PARTIR DE HOJE, ISSO É COM VOCÊS, PORQUE ESTOU ME DEMITINDO DA VIDA DE ADULTO. NÃO TENHO MEDO DE SER FELIZ… VOCÊ TAMBÉM NÃO DEVERIA !!!

DEMITA-SE VOCÊ TAMBÉM, E SINTA-SE MUITO MAIS FELIZ !!!



Autor desconhecido

quinta-feira, 1 de julho de 2010

Segredos do AMOR part 1

Amizade

A glória da amizade, não é a mão estendida, nem o sorriso carinhoso, nem mesmo a delícia da companhia. Mais sim a inspiração espiritual que vem quando você descobre que alguém acredita em você.

Comportamento dos Jovens Atuais


Já tem muito tempo que venho observando, estudando o comportamento da juventude atual. Se formos analisar, buscar na raiz, de lá pra cá quanta coisa mudou. É aquele lance que não fazemos mais, conversar com nossos avós, tios, tias, questionar como era no passado. Vivemos um futuro liberal por parte de muitos Pais, lembrando que são muitos, mas não todos, sem generalizar. Desses poucos que cuidam, são chamados pelos outros Pais ou filhos desses Pais, e até mesmo incentivando os próprios filhos a dizerem que seus Pais são cafonas, antigos, fora de moda. Educação de comportamento vem de cada qual para seu grupo ou segue uma moda? Todos os Pais devem fazer da mesma forma da mesma maneira? Acredito que a atualidade trouxe uma cultura de que tudo é comum, não existe incomum, pois tudo é possível. Não podemos esquecer que com tudo vem a influencia, que pode ser positiva ou negativa, depende de quem vê ou consegue pelo menos ver alguma coisa. Passando pela influencia, devemos observar com bons olhos a diferença da influencia do velho para o novo. Hoje particularmente acredito que é bem mais fácil influenciar do que antigamente, por conta da tecnologia, claro. Eu que vivi fervorosamente os anos 90 faço um paralelo entre ontem e hoje. Não tínhamos acesso a essa tecnologia toda, então brincadeiras tinham que ser inventadas pra passar o tempo, curtimos bem mais o mundo real. Já hoje o que se vê são pessoas mais conectadas do que desconectadas, escravos da própria criação (acho que já falei isso em algum lugar aqui). Durante a noite tínhamos que ir pra rua pra promover o encontro da galera, já hoje o MSN cuida muito bem disso. O prazer de brincar era realmente compatível com nossa idade no que desrespeito a comportamento. Hoje garotas com 12 anos já tem paquera, algumas de 13 namoram e outras até filhos já tem. Será que algo está errado ou é praticamente comum? O legal disso é que tive contato com garotas com esse tipo de comportamento, quero deixar bem claro que o contato que tive foi extremamente amigável, sem qualquer envolvimento. Nessas oportunidades, meu questionamento era sempre o mesmo. Por que querer ser mulher tão jovem, perder a oportunidade de brincar, pular ser aquilo que sua idade determina? A grande maioria por influencia, sempre tomando de exemplo o mundo em que elas vivem. As respostas sempre vinham com desculpas de que tinha uma amiga que namorava e Pai deixava, e porque o Pai dela não deixava, porque era tão chato. Isso tudo por um motivo, clássico até, com nome fácil. Ausência, os Pais hoje são ausentes na vida de seus filhos, já tive questionamentos sobre sexo de garotas e sempre dizia; fale com sua mãe converse, pergunte, peça ajuda abra o jogo. Aí vinha a resposta da causa do silêncio; Se eu abrir a boca pra falar de sexo com minha mãe ela me mata. Na realidade atual imaginar que uma garota de 13 anos está por fora do que significa sexo é surreal. Como diz o dono do saber; Essa moça de boba só tem a cara e o jeito de andar. Vivemos em pleno século XXI onde existe a hipocrisia de que falar sobre sexo é tabu. Melhor prevenir do que remediar, pois depois que a barriga cresce ou uma doença aparece não pode discriminar, dizer que já tinha avisado sem que tenha ao menos sentado com seu filho (a) e explicado como funciona, vantagens e desvantagens e o preço a pagar pelos erros. Na minha época, adulto era quem tinha se formado e tinha um trabalho fixo e ganhava relativamente bem, hoje adulto é quem fuma, quem segura uma lata de cerveja ou sai com homem de mãos dadas por aí, sinônimo de quem já cresceu e, é dono (a) do próprio nariz. A mais falsa realidade, já dizia muito para essas garotas que o tempo muda, transforma e nos mostra que diante de cada momento, experimentando cada fase, moldamos nosso comportamento, mudando nossa postura quando necessário para nos tornarmos conscientes. Viver cada fase, momentos um de cada vez é mais que importante para dizer, eu tive o melhor da vida.

segunda-feira, 28 de junho de 2010

Eu e a Morte

Parece estranho, mas já tem muito tempo que quero falar sobre essa relação que tenho com a morte. Na realidade não existe uma maneira de encarar como algo comum, apesar de ser. Pausa, vou pegar um vinho, empolguei pra falar disso, vamos deixar o assunto mais doce. Continuando, você deve se perguntar; pô, tanto assunto legal, e você acha bacana falar de morte? São as duas certezas que temos na existência, nascer e morrer, não vejo nenhum problema em admirar o assunto. Vejo coisas pequenas incríveis nesse aspecto, por exemplo, registro de nascimento, é fantástico. Um simples papel que comprova tua existência, é bem surreal, imagine um registro de óbito, um comprovante de que você deixou de existir. Na real vejo a máxima importância da preparação para a morte, não que eu tenha no meu pensamento que vou morrer ou alguém vai, o fato é que simplesmente acontece. E quando acontece não tem explicação não tem volta, é inaceitável, mas temos que compreender. Certa vez tive um sério problema de saúde, fiquei uma boa temporada dentro de um hospital, acredito que ali, vivenciei uma das experiências mais interessantes da minha vida até presente momento. Estar ali trouxe um pouco do que é sentir que a morte é comum, um destino de todos nós. Não é questão de ter dó, pena ou qualquer manifestação de sofrimento, simplesmente ela chega, leva e o mundo continua girando. Ao passar dos dias lá dentro, bem no primeiro contato, achei que realmente seriam meus últimos dias, acredite meu pensamento era esse. Depois que os dias foram passando, eu conhecendo me tornando intimo daquele ambiente, percebi que eu estava ali por vários motivos, não apenas para cuidar da saúde. Apesar de não ter muitos anos de vida, percebi uma grande mudança no povo atual. Antigamente às pessoas iam para o hospital cuidar da saúde, mais hoje a maioria delas vão para morrer dentro do hospital. Sendo que muitas delas morrem em decorrência de doenças de dentro do próprio local. Aí você questiona, com isso está afirmando que hospital não tem higiene, é sujo, não cuida das pessoas? Claro que não, mais existem vários tipos de doentes e doenças circulando pelo ambiente, e pra você contrair basta simplesmente ter contato com os demais companheiros de hospital, assim bem simples. Antigamente, pessoas morriam em casa, quantas pessoas que você ouve dizer, morreu em casa e quantos morreram no hospital? Na realidade não é culpa do hospital, a culpa é nossa. Com a evolução da tecnologia hospitalar, jogamos essa responsabilidade para os médicos e hospitais. Se um dia puder faça isso, procure visitar uma UTI de um hospital, o que se vê é chocante. Velhinhos, cheios de tubos ligados num aparelho. Isso é viver, gozar da vida real ou seria uma vida artificial? De nada adianta ter um coração funcionando sem atividade cerebral, e aí o que fazer? Ligar essa pessoa numa maquina e deixa-la ali? Depois de ver tantas cenas assim, meu desejo é se um dia eu tiver que morrer que eu morra de forma natural, ninguém deve fazer uso da tecnologia pra manter uma vida que já não existe mais. Outro ponto importante é a pergunta ainda não feita nessa breve reflexão sobre a morte. Porque esperamos a morte pra dizer que amamos? Diante do que vejo no comportamento da sociedade atual, estão tornando um evento tão comum que é a morte num grande espetáculo.

“As pessoas não morrem, ficam encantadas. No final, a gente morre para provar que viveu”. Guimarães Rosa


E outros milhares de detalhes acerca desse assunto tão complexo e pouco falado. Afinal todos querem ir pro céu, mais ninguém morrer, é bem assim, não da pra entender.


"Nunca vou aceitar a morte, mas sei que vou compreender o momento de deixar de existir" João Paulo Rubens



P.S: Tá vendo, falar de morte não é tão ruim, faz a gente refletir tbm hehehehe.

Blog Music

Veja bem, tudo vai dar certo É só acreditar em quem Conhece o fim de perto Pra discenir cores vibrantes E enxergar o que não vi...