sexta-feira, 16 de outubro de 2009

Hitch

Hoje falarei sobre mulheres. É esse assunto é muito complicado, então é melhor eu realmente pensar com calma antes de sair falando asneira por aqui. Coloquei o nome nesse texto de Hicth por conta do filme O Conselheiro Amoroso. Particularmente um dos melhores sobre mulheres que já pude ver do género. Nele Will Smith (Alex Hitchens) é o misterioso conquistador, com ele sempre bastam 3 encontros e ele te coloca ali, onde depende apenas de você fazer o certo. Confesso que assisti centenas de vezes o filmes pra buscar as verdades e mentiras, e ali vendo com detalhe parece realmente um manual para se conquistar uma mulher. Lições que aprendi:

Nunca, eu disse nunca, no inicio de uma relação se entregue demais, mulheres na sua maioria não gostam muito disso, da a sensação de que elas estão no comando e você claro vai parecer aquele tal cara chiclete entende? Não fale tudo de uma vez. Sempre aos poucos. Deixe que elas se interessem pelos seus segredos.
Mulheres gostam de atenção, ouça mais fale menos, se interesse pelo o que ela tem pra falar, acredite, mulheres gostam de homens assim. Tenha bom humor, mas não seja palhaço, mulheres adoram quando as fazem rir, elas se sentem muito bem. Tire sempre proveito da ocasião, fique atento as palavras dela, quando for oportuno faça uma piada, se ela sorrir, ponto...
Seja sempre gentil e cavalheiro. Ainda mais se for uma mulher que já teve um relacionamento (no caso a maioria delas já) faça com que ela tenha do seu lado a companhia que ela nunca teve. Faça diferente, mas sem exagero...E tem algo mais que importante, quando realmente estiver na companhia de uma mulher, lembre-se, você está indo mais que bem, pois se ela está ali com você é porque ela realmente deseja, ou seja cabe você não estragar tudo, pois se ela não estivesse afim, nem ali estaria. Jamais se esqueça, acima de qualquer coisa, seja você, nunca tente ser algo que você realmente não é, mascaras caem. Se estiver na balada e bebendo cuidado, beber é gostoso, mas se exagerar pode estragar tudo. Mulher x Homem bêbado : Preciso explicar essa parte? Claro que não, deu pra entender.
Se caso realmente não der certo, esqueça, parta pra outra, mulheres odeiam caras que não sacam que realmente não rola, não seja chato, não insista no que não vai dar em nada naquele momento.
Existem vários tipos de mulheres, está óbvio. Então lembre-se, existem as que gostam de homens de atitudes e outras não, algumas gostam dos que se fazem de difíceis tome cuidado nessa parte. Às vezes da vontade de roubar aquele beijo não é? Claro, basta realmente saber onde está pisando, depois de feito, boa sorte faça acontecer. Lembre-se também de 100% da conquista, 90% não são com palavras, ou seja não sai da sua boca. Atente aos movimentos, linguagem corporal. Aquele olhar, aquele sorriso, aquela jogada de cabelo, pode ser pra ti, esteja atento nisso, é importante. Quando se aproximar e sentir que é pra ti, nunca se esqueça o beijo. O beijo é o momento mais importante, se não tiver química esquece, não vai rolar mais. O primeiro beijo diz tudo, se realmente o beijo for gostoso para ambos, já era. Se o interesse for sexo, sim sexo tenha calma. Existem vários tipos de mulheres, existem claro às que querem no primeiro encontro, mas outras não, cuidado, aquele sonho de te-la na sua cama pode ir por água abaixo se caso for rápido demais, de tempo ao tempo. E quando conseguir, seja homem e faça direito. Quando terminar, tente não dormir, imagine o que ela pode pensar, que você apenas queria transar, isso mesmo, fazer e dormir e leva-la embora. Tente fazer aquele carinho, e conversar, isso é bom, é sinal de importância, mesmo que seja apenas naquele momento, pelo menos está fazendo sua parte de homem. Mulheres adoram homens educados, quando encontra-la na balada, e ela estiver com suas ou seus amigos, cuprimente-os também, isso da uma certa moral, entende! Imagine você chega cumprimenta ela, os amigos e volta a falar com ela, depois que sair, cria aquela moral com os amigos também, quem sabe isso também pode ajudar num momento oportuno. Se ela gosta de dançar, chame-a pra dançar, você não sabe? Aprenda. Se caso não rolar nada ali, mas pintar aquele clima e realmente for teu objetivo, troque telefone e, e-mail e diga que vai entrar em contato, e entre, mas não no dia seguinte, faça aquela surpresa.
Bom pra terminar esse mini manual jamais esqueça.
Mulheres e meninas se diferenciam nas atitudes.
Seja maduro, e saiba a hora certa de agir. Qualquer pessoal é capaz, basta apenas fazer o certo.

P.S: Quase tudo que escrevi acima já aconteceu comigo.

P.S 2: Confesso que foram as piores partes....rs

P.S 3: A gente aprende um dia.


E no final das contas se for pra ser, vai ser. Por mais que a gente diga que não, sempre usamos um truque na hora de chamar atenção daquela que desejamos, é assim, é a leia da conquista.



Lembre-se. Antes de tudo que disse. Confie em ti, acredite que é capaz, depois disso, as coisas melhoram 100% mãos a obra e boa sorte.


É isso.


João Paulo Rubens.

quinta-feira, 15 de outubro de 2009

Arte da Observação..

Nossa, já faz tempo que não escrevo algo aqui...Bom então é hora de quebrar o silêncio e falar um pouco. Desde sempre tive uma certa observação sobre tudo, adoro detalhes, e olha que fui perceber isso não faz muito tempo. Nunca imaginei que através da observação poderia descobrir tantas coisas interessantes. Imagino que o pior de observar com detalhe é perceber o quanto parte muito que você entende ser bom, legal ou até importante não é tão. Eu particularmente adoro sair, festar com os amigos e dar muita risada, aliás essa é a melhor parte da vida. Se tratando da melhor parte, julgo que minha melhor fase, foi a adolescência se assim posso disser. Ali fomos mais amigos, companheiros e sinceros. Talvez devia ter tirado muito mais daqueles momentos, confesso que observando hoje, fiz pouco, me dei pouco demais pra época que nesse momento julgo ter sido a mais importante. Hoje os tempos são outros, analisando friamente, imagino que essa época não é a pior, mas sim a mais estranha, pouco confiamos, vivemos apenas de desejos e sinto que as pessoas vem usando umas as outras, apenas pelo prazer do momento. Andando pelas ruas observo tanta coisa estranha, morar num município pequeno onde a maioria se conhece e mesmo assim ainda algumas dessas se fazem de desconhecidos, como se isso trouxesse alguma moral, ou importância. Dentro disso, estão os amigos de escola, eu confesso que posso me esquecer sim de alguns, mas a maioria, a gente se lembra como se fosse hoje. As bagunças, as broncas que levamos juntos, e no final das contas, ficam mesmo só alguns, ou seriam os verdadeiros?? Ás vezes saio a noite e fico observando o comportamento das pessoas que acho interessante, pessoas que conheço, ou não e que posso ter até um mínimo de consideração e ao mesmo tempo que fico chateado por imaginar que elas poucos estão ligando se eu existo ou não, mas fico feliz por elas estarem ali sorrindo. Me acho incomum as vezes, em pensar porque um ser igual a mim recusa um simples bom dia ? Hoje nem isso tem valor, você passa por alguém na rua e diz "Bom dia" e recebe em troca silêncio, enfim cada um encara de uma maneira, acho interessante que as vezes diante de uma situação, alguém chega em mim e me exalta como se eu fosse um Deus, e no outro dia ela passa por mim como se nem existisse....Diante disso, estou aprendendo a realmente dar valor pra quem realmente merece de verdade, e quem merece? Meus amigos, aqueles que mesmo com o passar o tempo, ou distância nunca se esquecem de quem sou e represento pra eles. E como disse, ao mesmo tempo que fico triste, fico muito feliz, pois sei que amigos mesmo sendo poucos existem e sei que posso confiar neles não apenas hoje e amanhã, mais sempre.


P.S: Preciso trabalhar, nossa to ficando maluco....

P.S 2: Minhas promessas, preciso focar elas.

P.S 3: I'm Goona make a chance for once in my life....(Eu vou fazer uma mudança de uma vez em minha vida)

Putz essa frase não sai da minha cabeça....



Aliás mudando de assunto, assistindo uma matéria na TV de uma Família de surdos que ganham ouvidos biônicos. A mulher disse que ficou encantada com o barulho da água caindo dentro do copo....
Enquanto um ser descobre o valor do som de um simples gole de água caindo num copo, outros não dão valor pra p#@%& nenhuma.....A gente devia dar mais valor em tudo....


Bom é isso.

João Paulo Rubens !!!!

quarta-feira, 14 de outubro de 2009

Vogue francesa traz modelo branca pintada de negra

























A edição francesa da revista Voguesempre foi conhecida pela ousadia nos ensaios - recentemente, mostrou modelos supostamente grávidas fumando e insinuou canibalismo. Em outubro, a polêmica veio com as fotos da modelo holandesa Lara Stone. Ora ela está ao natural, branca, ora ela está negra, toda pintada, como na imagem acima.

A postura provocativa da edição gerou, como sempre, polêmica. Uma reportagem do jornal britânico Guardian sugere que, desta vez, a revista pode ter ido longe demais mesmo para os amantes do mundo fashion.

O blog Jezebel fez duras críticas ao trabalho da editora Carine Roitfeld e do fotógrafo Steven Klein: “O que Klein e Roitfeld deveriam saber é que pintar de preto pessoas brancas para o entretenimento de outras pessoas brancas é ofensivo mesmo fora de qualquer contexto cultural.”

Realmente quero saber a opinião dos leitores, mas aqui vai a minha: não achei ofensivo, não, achei o tom das críticas muito preocupado com o “politicamente correto”. Na minha opinião, como a modelo aparece ora branca, ora negra, é certo que não houve intenção de fazê-la passar-se por negra, mas sim de brincar com a identidade e, no fim das contas, mostrar que pouco importa a cor quando o assunto é beleza.

Achei até mais preconceituoso o comentário do Jezebel sobre “entretenimento para brancos”: então negros não podem ler ou não leem Vogue? Que eu saiba, o interesse por moda não tem nenhuma relação com a origem da pessoa.

De qualquer forma, há, sim, um bom motivo para criticar a Vogue francesa: a edição de outubro, dedicada a supermodelos, deixou de fora a beleza negra. Isso, sim, é discriminação. Brincar com as cores e com a identidade não me parece ruim, mas eu queria também ver uma modelo negra pintada de branca, e uma asiática, e uma indígena…


Agora só faltam os negros serem pintados de brancos ai fica ridículo no seu todo.

Analisando, se ora a modelo aparecia branca no seu natural, e ora negra, qual era a intenção da revista ?

Na realidade também não achei ofensivo, mas não é questão de aceitar, mas compreender, isso realmente não desce, pintar alguém é algo muito complicado. Ainda mais quando se pode fazer uso do original. Mas também em contra partida, poderia ser a intenção da revista não fazer o uso.

Blog Music

Veja bem, tudo vai dar certo É só acreditar em quem Conhece o fim de perto Pra discenir cores vibrantes E enxergar o que não vi...