quarta-feira, 23 de fevereiro de 2011

Lie to me



Há alguns dias atrás um amigo indicou um seriado por conta de um livro que estou lendo. Lie to me (Minta pra mim) aborda linguagem corporal, seriado fantástico que mostra um lado magnífico da comunicação sem palavras. O nosso corpo definitivamente transborda muitas informações. Basta observar gestos e emoções que vai aprender muito sobre isso. No caso do seriado um grupo especializado desvenda crimes através apenas da linguagem corporal. 100% de tudo que falamos 80% não saem da nossa boca, é simplesmente linguagem corporal.



Ah! A serie é de 2009, já tem 3 temporadas.

O Padrão


Vivo constantemente observando cada mudança em nossa sociedade desde que me entendo por gente. Existe hoje uma padronização desnecessária para tudo, e somos culpados disso. Quem pode nos dizer o que está na moda, quem pode nos dizer os locais no qual iremos, quem pode dizer o que é melhor pra você? Vejo na TV todos os dias milhares de pessoas que emitem opiniões sobre variados assuntos e observamos que no fim das contas olhamos e dizemos; concordo. Ok, em partes podemos até concordar, mas e a nossa opinião, a sua opinião, o que realmente pensa a respeito daquilo? Sociedade justa é essa, na qual existe sempre um “especialista” pra falar por você? Alguém que diz na TV que a roupa que você usa é brega, que você deve usar vários talheres na hora de jantar? Que diz em quem você tem que votar? Essa é realmente a sociedade justa na qual vivemos? De fato vivemos meio aos padrões impostos por uma minoria da sociedade hipócrita que acredita que o mundo gira em torno deles. Quem nunca ouviu uma história do tipo: Você sabe quem eu sou? Você sabe filha de quem eu sou? Muitas vezes me pego com o pensamento. Será que se o mundo fosse mais equilibrado seria tão ruim assim? Se tivéssemos uma vida digna e justa, seria tão ruim? Dizem que o ego destrói, mas no fundo somos egoístas e o erro é não assumir esse egoísmo enrustido dentro de nós. Nós não precisamos de nenhum padrão, não precisamos que nos digam o que devemos fazer, devemos fazer o que realmente queremos fazer. O mundo é muito quadrado, de longe já sabemos o fim porque nos ensinaram planejar. Você nasce e tem infância, vai pra escola depois arruma um trabalho, vai pra faculdade e se forma, depois arruma o tão sonhado emprego pra ganhar muito dinheiro porque se não for pra ganhar muito dinheiro não vale a pena. Depois de ganhar muito dinheiro você consome, consome até ser consumido e alcança o patamar do qual a sociedade impôs para que você seja reconhecido como um membro superior e se vangloria disso. Com sorte você pode ter um fim de vida saudável regado ao mais fino da vida. Por outro lado, você pode adoecer e nem toda grana que você tem em todos os bancos ao redor do mundo podem salvar você, daí você vai dizer que a vida foi injusta contigo mesmo você tendo tirado proveito de cada dólar que teve a seu dispor. Viver a vida é muito simples, mas nós mudamos o curso do mundo de forma que viver a vida é alcançar o topo, e pra isso você vai fazer o que for necessário, seja por bem ou por mal, na realidade é vida ou morte.

Frases, Filme - Clube da Luta

“As coisas que você possui, acabam possuindo você.”

“Apenas depois que você perder tudo é que você esta livre para fazer qualquer coisa.”

“Você não é o seu emprego. Você não é quanto dinheiro você tem no banco. Você não é o carro que você dirige. Você não é o conteúdo da sua carteira. Você não é as calças cáqui que veste. Você é toda merda ambulante do mundo.”

“Nós não temos uma Grande Guerra. Nem uma Grande Depressão. Nossa Grande Guerra é a guerra espiritual… nossa Grande Depressão é nossas vidas. Todos nós fomos criados vendo televisão para acreditar que um dia seríamos milionários, e deuses do cinema, e estrelas do rock. Mas nós não somos. Aos poucos vamos tomando consciência disso.”

“Trabalhamos em empregos que odiamos para comprar porcarias que não precisamos.”

O tal do "Diproma"

Putz! Como o tempo corre. São 02h00 da madrugada e eu tentando escrever algo. Dias atrás debatendo dentro da sala sobre o curso, o professor dando uns toques, passando algumas informações importantes, um dos alunos disse ter sido barrado ao tentar preencher uma ficha para tentar vaga de estágio na área de publicidade. Bem, fazemos o curso técnico em Publicidade, mas o que acontece com o curso técnico? Segundo seu relato, a atendente disse que curso técnico não era aceito para vaga, apenas aceitavam curso superior. Ok, qual a diferença da pratica do curso superior com o técnico? O quê os próprios professores falaram foi que, o superior na maioria dos casos nem conseguem alcançar o nível do curso técnico, mas existe bem mais teoria. Mas não precisamos de teoria, precisamos entender o funcionamento das matérias específicas e por em pratica para que possamos sair dali com o máximo de conhecimento para podermos ter o preparo necessário para ação, ou eu estou enganado? Afinal, pra que serve um diploma sem o devido preparo para área na qual se deseja atuar? Já ouvi milhares de profissionais cada qual na sua área defendendo a questão de que diploma sem preparo não tem a mínima importância. Não quero com isso dizer que não tem necessidade de ter um diploma, mas na área de publicidade como em várias outras ocupações, acredito que um portfólio é 100 vezes mais importante do que um diploma. Interessante que certa vez perguntei para coordenadora do curso sobre o reconhecimento do curso, ela explicou que realmente é só reconhecido como técnico nível médio em Publicidade, caso o desejo fosse superior que ao terminar o curso poderíamos procurar uma instituição e começar a jornada de quatro anos. Fomos sempre orientados a terminar o curso com tranqüilidade, mas confesso que fiquei chateado com esse acontecimento, pois imaginava que algumas empresas procuravam profissionais, pessoas que tem experiência, e não diploma ou matricula em curso superior. Bom, o mais importante disso é que estou super satisfeito com o curso, estou aprendendo muito, e claro, ajuda estudar em casa também, ler alguns livros, procurar material pra enriquecimento intelectual.

A escola é uma instituição financeira que vende diplomas,o aluno é o consumidor interessado em comprar o diploma e o professor é o cara que quer atrapalhar as negociações.

segunda-feira, 21 de fevereiro de 2011

Educação Complementar.

Observando a educação nos dias de hoje, percebo que se tornou algo extremamente entediante. E quem quer ir pra escola assim? Eu como estudante afirmo com tranqüilidade, ir pra escola e ter aquelas aulas chatas onde o professor é obrigado a ensinar algo que já está lá no livrinho é muito chato, ninguém agüenta. Tem que ter alternativa, complemento. É mais gostoso, produtivo para ambos os lados, o professor consegue passar o conteúdo com mais liberdade e o aluno entende, aprende. Se a aula não for interessante, não adianta, o aluno vai pra sala apenas para ser um estorvo. Tenho uma amostra de algo simplesmente interessante, mostrado de forma interativa que serve de exemplo em como transformar um assunto complexo e algo simples.

Vamos falar a Verdade.

Como já tem tempo que não escrevo nesse humilde blog, hein. Vou voltar a postar e quero dar inicio a um jeito diferente de utilizar esse espaço. Percebo que existem milhares de blogs com variados assuntos, mas os blogs que fazem sucesso na maioria dos casos não têm um assunto relevante. Precisamos de mais conteúdo e divulgar conteúdo também. Ando lendo muito sobre educação e, é assustador onde isso está chegando. Precisamos discutir dar idéias e mudar o rumo de algo tão importante e necessário. Sem educação, nada funciona como deve funcionar. Assistimos nos Jornais que o Governo discute melhorias para educação, mas nunca ouvi diz que o governo deu liberdade para as escolas cada qual em sua região ou estado pesquisarem, entenderem porque estudar se tornou tão desinteressante. Afinal, porque devemos estudar? A maneira como se leciona hoje ainda é eficaz? Seria necessário mudar alguma coisa? São perguntas cujas respostas podem abrir os olhos nos levando para uma visão mais ampla da questão. Montar uma equipe e delegar responsabilidades para uns e outros, sem o interesse mais importante que em minha opinião é ir direito à fonte (os estudantes) é perder tempo e dinheiro, pois o que estamos assistindo é um filme sobre educação que já era ruim e está ficando pior ainda.
Educação no Brasil além de burocrático se tornou um negócio, em alguns lugares funciona bem, já em outros nem muito bem enquanto em muitos lugares educação nem existe. Leia a matéria a abaixo e preste atenção nos comentários, pois isso é importante discutir e entender o que está acontecendo. Quando noto que Governos discutem entre si sobre o rumo da educação do País, parece existir um plano de manter a educação nesse nível, que está formando uma sociedade mal informada e mal educada.


http://ultimosegundo.ig.com.br/educacao/ensino+medio+a+pior+etapa+da+educacao+do+brasil/n1238031482488.html

Blog Music

Veja bem, tudo vai dar certo É só acreditar em quem Conhece o fim de perto Pra discenir cores vibrantes E enxergar o que não vi...