quinta-feira, 20 de outubro de 2011

Escolhas

Pensei que o vento tivesse afastado ela daqui por um bom tempo, mas pelo visto não, ela novamente bateu à minha porta. Escolher, relativamente é fácil fazer uma escolha pelo sentido da palavra, difícil é quando você tem que escolher usando o senso mais crítico, isso envolve muitas coisas, nos faz ter dúvidas e receios, mas ainda assim é necessário fazer uma escolha.

É como digo e defendo:

Quando é necessário tomar uma decisão e não tomamos, estamos tomando a decisão de deixar as coisas como estão.


Escolher : É desenhar e colorir teu próprio caminho. 

Conselhos de John Wooden

Nunca tente ser melhor do que outra pessoa. Sempre aprenda com os outros. Nunca pare de tentar ser melhor do que você pode ser, isso está sobre teu controle. 


 Um grande homem disse: "Tu fizeste o teu melhor, isso é sucesso" 


 A Paz de espírito é obtida somente através de satisfação própria em saber que você se esforçou para fazer o melhor do que é capaz

quarta-feira, 19 de outubro de 2011

Quando é Amor ....


"Te adoro em tudo, tudo, tudo Quero mais que tudo, tudo, tudo Te amar sem limites Viver uma grande história"

Não é tão simples.


A simplicidade é o último degrau da sabedoria. 
Khalil Gibran

 Quantos ainda faltam pra você? 
 Pense nisso!

A mídia social e o fim do gênero

Belíssima reflexão sobre um novo olhar relacionado à pesquisa na Mídia Social. Visão diferenciada, também estou de acordo.

segunda-feira, 17 de outubro de 2011

Onde está o Amor?

Ontem conversando com uma amiga, falávamos sobre o amor, afinal pra onde foi o amor? Com a evolução da maneira de se relacionar o amor foi perdendo força até ficar secundário e, em alguns casos foi até esquecido. Hoje, o que mais ouvimos por aí é ficar e curtir. Não sou contra essas modalidades de se relacionar, mas não consigo enxergar verdade nelas. Toda mulher acredito eu, quer ser amada, valorizada e única, mas como se encontram as relações atualmente, dificilmente vamos formar casais como antigamente. Estamos comparando tecnologia com relacionamento, que a forma de se relacionar também evolui na mesma medida. Acredito que isso tenha causado todo esse caos.

 Pare e observe os relacionamentos atuais, a maioria geralmente é sustentada pelo prazer sexual. A troca constante de parceiros deixa isso mais evidente, não quero dizer que sexo não seja bom e faça parte da relação, pelo contrário, sexo é bom, mas quando o foco é apenas o sexo, a relação não é duradoura. Tenho assistido vários garotos que pensam mais sexualmente do que sentimentalmente, eles querem transar com o maior numero de mulheres que puderem, e a pergunta que fica é; de onde veio isso?
Pior que isso, são garotas com mesmo comportamento, aquelas que saem transando com qualquer um de qualquer jeito. E o amor, o sentimento, a paquera, o bom papo, pra onde foram? Não estou falando de lindas histórias de amor, estou falando de sair, encontrar uma garota e conversar, levar um bom papo e acordar com a sensação de ter encontrado alguém que realmente valha pena compartilhar sonhos e segredos. Hoje está tudo muito rápido, não existe paquera, existe objetivo, ir lá e fazer o que tem que ser feito. 

Confesso sempre para meus amigos que se fosse um homem solteiro não me sairia bem com as garotas de hoje. Particularmente, acho complexo esse relacionar sexualmente com uma mulher que não muitas vezes não sabe o nome e muito menos de onde veio. Algum homem pode vir a pensar; isso é puro papo, sexo é sexo, sem necessidade qualquer de comprometimento ou compromisso. Talvez essa libertinagem que homens, e muitas mulheres (veja que disse muitas e não todas) defendem, seja parte da causa da desvalorização da mulher hoje em dia. Se pararmos para analisar, os homens estão cada vez mais machos e menos sentimentais e românticos. Estão cumprindo com seu papel de macho, sexo regular e contas pagas no fim do mês (e veja que não são em todos os casos).  

Estamos perdendo aos poucos a sensibilidade dos relacionamentos, já não enxergamos prazer nas relações, vivemos os males das obrigações. O Homem sai contra a vontade com a mulher porque sabe que ela gosta de sair, e a mulher ter que suportar assistir um jogo de futebol com o marido na TV. Não existe um segredo prontinho, daqueles que alguém venha falar: Façam isso e aquilo que tudo será lindo e maravilhoso. Devemos lembrar que todos os relacionamentos são particulares, cada caso é um caso, não estamos fazendo um bolo de aniversário. 

Cabe a cada homem e mulher em particular, olhar para dentro de seus relacionamentos e terem sensibilidade e sutileza de encontrarem possíveis falhas ou pequenos problemas que possam vir a causar qualquer mal estar em suas relações. 
Suave, sensível e agradável aos ouvidos, isso é Sade. Jamais me esqueço de quando cheguei no escritório da minha querida amiga Susyanne e avistei o CD sobre a mesa e perguntei quem era a tal moça. Ela olhou e disse: Você nunca ouviu Sade, você está brincando comigo? 
 E disse a frase que levo comigo como tradução exata para bom gosto.  

Sade é para poucos.


 

domingo, 16 de outubro de 2011

Inovação na Educação



Por mais que pareça improvável, temos o nosso TED em São Paulo.

Visite a página e bom passeio.

http://www.tedxsaopaulo.com.br/

Laerte-se

Há muito já havia visto a divulgação do documentário da Laerte. Num primeiro instante não me chamou muito atenção por compreender o conte...